1001 sapatilhas: Conheça a história da empresária que começou a vender no porta malas de um carro

30 Jul 2019 empresária de sucesso 1001 sapatilhas

Entre os anos de 2014 a 2015, o país passou por um período de crise e foi um momento delicado para a economia do país, muitas empresas fecharam e quando a situação vai mal, ninguém abre nem reforma escritório. E a empresa no ramo de móveis do marido de Renata que tratava-se de negócios familiares acabou quebrando e era o rendimento principal. E foi aí que o casal começou a pensar uma outra forma que gerasse renda para a família. Na época, a fonoaudióloga estava com a prestação da casa e do carro atrasadas e a partir das dívidas surgiu a ideia de vender sapatilhas. “Sempre fui apaixonada por sapatilhas porque é confortável, prática e combina com o meu dia a dia”. O marido de Renata apoiou sua ideia e com a ajuda da sogra buscaram revendedores e fábricas onde pudessem adquirir os produtos e começaram a vender em um quartinho em casa, a divulgação era feita por meio das redes sociais para amigas e ela viu que o negócio teria futuro e não iria ficar só ali.




 
Após o sucesso com a revenda das sapatilhas, decidiram abrir a primeira loja em novembro de 2015, situada no bairro do Tatuapé, na rua Tuiuti.Renata Marcolino é fonoaudióloga formada pela federal de São Paulo, nasceu em Guarulhos, mas como sempre passeava no bairro do Tatuapé, escolheu este para abrir o seu negócio em 2015. “Moro na mooca, mas decidi investir no Tatuapé porque o bairro é referência na zona leste. De acordo com a empresária, a infraestrutura da região foi o que impulsionou o negócio.Em dezembro de 2016, os familiares criaram a franqueadora 1001 sapatilhas com a marca Milli, nesse mesmo ano, a franquia conquistou 17 unidades, em 2017 fechou o ano com 56 unidades e em 2018 com 140 unidades.

Atualmente a franquia conta com 154 lojas em todo o Brasil e uma unidade na Colômbia. Cada loja possui dois funcionários e um gerente, então a franqueadora possibilita mais de 450 vagas de empregos no total. “Foi uma evolução com uma grande demanda de produção e em decorrência disso, compramos uma fábrica em 2018 e passamos a assumir a produção”.A franqueadora é associada a ABF e na feira do franchising deste ano, a 1001 sapatilhas recebeu o selo de certificação de franquia internacional, por ter a primeira unidade na Colômbia. Renata afirma: “Foi tudo muito intuitivo, nunca imaginei ser dona de uma rede de franquias, ter 150 lojas espalhadas pelo Brasil, nada disso passou pela minha cabeça. O plano era pagar as dívidas que tínhamos na época”.


Atualmente, a marca Milli conta com diversos modelos e uma nova coleção em parceria com a Disney, desde junho deste ano. As sapatilhas estão disponíveis para o público infantil e adulto. Renata garante que virá muitas novidades para os próximos meses.


www.tvtatuape.com.br/1001-sapatilhas

Últimas postagens
Ela vendia sapatos no porta-malas em 2015. Hoje, fatura mais de R$60 milhões

As dívidas acumuladas fizeram com que a fonoaudióloga e ex-funcionária pública Renata Marcolino, 34, reservasse um espaço no porta-malas para vender sapatilhas populares, em 2015. Em todo os lugares onde ia, ela levava os produtos e dava um jeito de, casualmente, tocar no assunto para despertar o interesse no mostruário. Hoje, quatro anos depois, Renata tem mais de 150 franquias da Mil e Uma Sapatilhas, também conhecida como Milli, uma fábrica própria que é a única marca de calçados populares autorizada a estampar os personagens da Disney no país.

Ver postagem
Nova Coleção Primavera Verão Milli

Milli/Mil e Uma Sapatilhas decide ir muito além do design na sua nova coleção e une cor com atitude para trazer brilho e ousadia para a mulher.

Ver postagem
Dicas de Cuidado com Botas

O friozinho já está dando adeus e você já pensou no que fazer para guardar suas botas para ano que vem elas continuarem novas? A gente preparou dicas ideais para salvar seu próximo inverno. 

Ver postagem
Post Relacionados
seja mais você com milli seja mais você com milli
Corridainfantil SampaRunners

Instagram